© by Escritor João Paulo Hergesel, 2019.

BIOGRAFIA

João Paulo Hergesel (Sorocaba, 25/07/1992) é doutor em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi (2019), mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade de Sorocaba (2014) e licenciado em Letras: Português/Inglês pela mesma instituição (2012). Desde 2019, realiza estágio de pós-doutorado junto ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba com o projeto 'Nuances poéticas nas narrativas midiáticas infantis e juvenis'. Possui especialização em Saúde do Adolescente; Linguística e Formação de Leitores; Psicanálise e Literatura Infantil; e Teoria da Literatura e Produção de Texto. Dedica-se à pesquisa na área de narrativas midiáticas, com enfoque nos estudos estilísticos, e à produção literária, sobretudo no segmento infantojuvenil.

É autor dos livros literários '20 Contar' (2008), 'Anilina, ziguezague e Désirée' (2011), 'Um gato caolho do rabo comprido' (2013), 'Um perfume chamado Dri' (2014), '11 de março' (2015), 'Aproveita, Julieta!' (2015), 'Nectarinas' (2016), 'Como calar a boca de um dragão?' (2017), 'Eu acho que vi um fantasma' (2017), 'Beijos de chocolate branco' (2018), 'Pode beijar a noiva' (2018), 'Vivi" (2018), 'Quem disse que não te entendo?' (2018), 'A vaca presepeira' (2018), 'Criaturas de linguagem' (2019), 'RevoltZ' (2019) e 'Meu maninho é uma menina' (2019). Também assina a autoria dos livros acadêmicos 'Estilística cibernética' (2013), 'Estilística aplicada à websérie' (2015), 'Mídia, narrativa e estilo' (2018), 'Narrativas midiáticas infantis e juvenis' (2018) e 'Estilo SBT de comunicar' (2018).

Tem participação em diversas antologias e obteve dezenas de prêmios literários, nacionais e internacionais, entre eles: Barco a Vapor (Fundação SM); Desafio dos Escritores (Câmara dos Deputados), Cancioneiro Poético (Instituto Piaget - Portugal), Mapa Cultural Paulista (Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo), Concurso Monteiro Lobato de Contos Infantis (SESC-DF) e Prêmio Ganymedes José de Literatura Infantil e Juvenil (União Brasileira de Escritores). É membro correspondente da Academia de Letras de Teófilo Otoni (ALTO-MG), da Academia Cearense da Língua Portuguesa (ACLP-CE), da Academia Lavrense de Letras (ALL-MG), da Academia Olindense de Letras (AOL-PE), da Academia Cearense de Letras (ACL-CE) e da Academia de Letras de Campos do Jordão (ALCJ-SP)

Atua nos grupos de pesquisa Inovações e Rupturas na Ficção Televisiva Brasileira (UAM/CNPq) e Narrativas Midiáticas (Uniso/CNPq) e é líder do grupo de estudos em Narrativas Midiáticas Infantis e Juvenis (PPGCC-Uniso). É vinculado à Rede Brasileira de Pesquisadores em Ficção Televisiva (Obitel Brasil) e à Red de Investigaciones en Narrativas Audiovisuales (Inav). É sócio da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom), da Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual (Socine) e da Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil (AEILIJ). Atualmente, desenvolve projetos nas áreas de Comunicação, Cultura e Mídia, em diálogo com a Linguística, a Literatura e as Artes.